Notícias fora da caixa

Atualização de ERP: uma necessidade tecnológica ou mercadológica?

 

desenvolvimento-software-lean-projeto-gestao

A evolução da tecnologia é uma necessidade real que tende a balancear as novidades do mundo moderno com a capacidade das empresas em conseguir investir em seus negócios, algo que otimize os seus processos a um custo acessível e que dê um retorno considerável, seja ele econômico ou operacional.

Não é preciso ir muito longe para visualizar essa evolução tecnológica que passou a ser constante, principalmente quando tratamos diretamente com a tecnologia. Os computadores, em sua grande maioria, utilizam um sistema operacional para funcionar e permitir aos usuários realizarem atividades como: criar planilhas de texto, navegar na internet e imprimir documentos na impressora. Consequentemente, a medida que o tempo passa, novos recursos na tecnologia aparecem, problemas ou vulnerabilidades de segurança são descobertos no sistema operacional atual e que precisam passar por uma atualização para que esses problemas sejam sanados ou que o usuário tenha acesso aos novos recursos tecnológicos desenvolvidos.

Esse processo de atualização também ocorre nas empresas nos programas de computador que gerem as atividades da empresa, mais conhecidos como ERP (Enterprise Resource Planning) que significa Sistema Integrado de Gestão Empresarial. O objetivo resumido de um ERP em uma empresa é que esse software corporativo tenha a capacidade de controlar todas as informações, integrando dados, recursos e processos, das áreas de Vendas, Finanças, Contabilidade, Fiscal, Estoque, Compras, Produção e Logística.

Pela importância que tem um ERP dentro de uma empresa, é importante ter esse software corporativo sempre atualizado, respeitando a necessidade de cada empresa no que tange da obrigatoriedade e da imposição de ter que realizar uma atualização no software, pois é preciso ter em mente que a cada atualização de um programa podemos ter dois resultados possíveis: a atualização atendendo a necessidade que se propôs ou novos problemas surgindo após a atualização do ERP dentro da empresa.

Entretanto, é necessário analisar a real necessidade de ter que se atualizar um ERP ativo na companhia quando novas versões são disponibilizadas pelo desenvolvedor do ERP ou pela empresa distribuidora do programa corporativo.  É necessário ponderar que a mera atualização de um ERP pode literalmente parar o funcionamento de uma empresa quando a nova versão possui problemas na programação.

Desse modo, nem sempre uma nova versão disponibilizada é sinônimo de obrigação por parte dos profissionais de TI em ter que atualizar o ERP da empresa sem antes avaliar as consequências positivas e negativas da nova versão.

Mas é preciso analisar mais a fundo essa visão de atualização de ERP dentro das companhias: é um mal necessário ou é uma estratégia de mercado?

O que acontece quando você tem uma versão de ERP que faz a sua empresa funcionar normalmente por vários anos sem precisar de nova versão e aparece um recurso que você só poderá ter acesso se atualizar o software corporativo? Por exemplo: com o advento da Nota Fiscal Eletrônica ou com o eSocial, como é uma imposição governamental, essa atualização de versão é uma atualização tecnológica. A empresa é obrigada a realizar a atualização senão é punida com multa e embargos de operação em suas atividades econômicas. A atualização será motivada pelo fator gerador “Necessidade Tecnológica“.

Agora, analisando um outro aspecto, no qual a empresa desenvolvedora do ERP cria uma nova versão no software corporativo e informa que a partir de uma determinada data não dará mais suporte técnico para o ERP da empresa na versão antiga, teremos uma necessidade de atualização com um fator gerador “Necessidade Mercadológica“. Nesse ponto, devemos ponderar e analisar as consequências de continuar na versão atual do sistema corporativo e quais as consequência se a empresa optar por não atualizar a versão de seu ERP.

De fato, existem desenvolvedores que fazem programas corporativos com visão de atualização tecnológica sempre buscando o aperfeiçoamento do seu produto para manter seus clientes atualizados, mas pensando em novos recursos, resolver problemas de segurança no desenvolvimento de software e no surgimento de vulnerabilidades que podem colocar em risco o seu programa ERP ou o funcionamento de uma empesa que utiliza o seu software corporativo.

Contudo, os desenvolvedores de ERP que possuem visão mercadológica pensam no seu produto apenas como um negócio lucrativo, de forma a fazer de tudo para que as empresas fiquem “reféns” de seus produtos e de suas atualizações, pois, se não as fizerem, ficarão fadadas a terem seu ERP parando de funcionar por falta de atualização ou por questões legais que inviabilizam o funcionamento do ERP na empresa.

Retirado de: https://www.profissionaisti.com.br/2019/09/atualizacao-de-erp-uma-necessidade-tecnologica-ou-mercadologica/